About the Post

Author Information

Plataforma de conteúdo sobre Gestão de Projetos, Programas e Portfólio que realiza eventos, publica uma revista impressa a cada dois meses e realiza a produção de conteúdo on-line por meio deste blog, facebook, twitter e linkedin.

O que vem por aí no Guia PMBOK® 5ª Edição

Por: Adilson Pize, PMP, CBPP, CSM, ITIL Foundations

O PMBOK® é reconhecido mundialmente como um dos mais importantes guias de conhecimentos e boas práticas em processos para o gerenciamento de projetos individuais.

A evolução deste guia se dá através de revisões realizadas a cada quatro anos que incorporam novas práticas adotadas e reconhecidas por profissionais de todo o mundo que colaboram com o seu desenvolvimento.

A 5ª edição do Guia PMBOK® deverá ser lançada pelo Project Management Institute – PMI® – no final deste ano.

Entre os meses de fevereiro e março o PMI® disponibilizou o exposure draft da 5ª edição do Guia PMBOK® para revisão e recomendações da comunidade mundial de Gerenciamento de Projetos.

Desde quando a 5ª Edição foi disponibilizada para revisão e recomendações estão ocorrendo diversos debates entre profissionais da área nas redes sociais, e as opiniões têm sido bastante diversas.

Alguns profissionais dizem estar decepcionados, pois esperavam que a nova versão trouxesse um maior volume de alterações. Já outros profissionais demonstram-se satisfeitos com as melhorias que estão vendo no draft da nova versão.

Particularmente me coloco no segundo grupo, pois entendo que, assim como ocorreu com a edição atual, a nova versão do Guia PMBOK® vem com uma nova organização em sua estrutura que explicita e melhora o entendimento de processos de gerenciamento cruciais para aumentar a taxa de sucesso nos projetos empreendidos.

A seguir vou relatar, de forma resumida, algumas das mudanças que verifiquei no draft da 5ª Edição e que entendo ser relevantes, sem, no entanto, esgotar todas as alterações realizadas nesta nova versão:

– Relacionamento entre gerenciamento de projetos, gerenciamento das operações e estratégia operacional: A descrição da relação entre estes componentes foi expandida;

– Valor do negócio: Este conceito foi incluído na nova versão e descreve o papel do gerenciamento de portfólio, programa e projeto na obtenção de maior valor do negócio através dos investimentos em projetos;

– Habilidades do gerente de projetos: A nova versão destaca a importância do equilíbrio entre habilidades conceituais, éticas e interpessoais para um efetivo gerente de projetos. Além disto, volta a destacar em seu primeiro capítulo algumas das habilidades interpessoais consideradas importantes para um gerente de projetos (liderança, trabalho em equipe, motivação, comunicação, influência, tomada de decisão, consciência política e cultural, e negociação), sendo que estas habilidades são apresentadas em detalhes em um dos apêndices da 5ª Edição;

– Influências organizacionais no gerenciamento dos projetos: Este tema foi expandido, incluindo a discussão sobre a grande influência do estilo de comunicação da organização no sucesso do gerenciamento dos projetos;

– Governança do projeto: O capítulo 2 agora inclui uma descrição da definição, composição e aplicação de uma estrutura de governança para os projetos;

– Equipe do projeto: Foi incluída uma seção que trata das características e estrutura de uma equipe de projeto;

– Ciclos de vida e relacionamento entre fases nos ciclos de vida dos projetos: Neste aspecto reside, na minha opinião, uma das importantes melhorias na nova versão do Guia PMBOK®, que expande e esclarece as diferentes possibilidades de ciclo de vida e relacionamento entre as fases de um projeto. Assim como na 4ª Edição, a nova versão documenta dois relacionamentos básicos entre fases: sequencial e sobreposto. Já no que tange a possíveis ciclos de vida, documenta: ciclo de vida preditivo, ciclo de vida incremental e iterativo e, por fim, ciclo de vida adaptativo (também conhecido como método ágil ou orientado a mudança). Esta explicitação de diferentes ciclos de vida que podem ser utilizados nos projetos ajuda a desmistificar o conceito incorreto de que o Guia PMBOK® orientaria a condução dos projetos através de fases sequenciais ou em cascata (waterfall);

– Processos de gerenciamento de projetos para um projeto: O capítulo 3, que trata deste tema, foi totalmente reformulado. O antigo conteúdo do capítulo 3 passa a ser um anexo, que serve como um padrão para o gerenciamento de projetos de um projeto (padrão ANSI). O novo conteúdo do capítulo 3 serve como uma ligação entre as duas primeiras seções do Guia PMBOK® e as seções seguintes que tratam das áreas de conhecimento do gerenciamento de projetos, descrevendo os grupos de processos, sem, no entanto, detalhar cada um dos processos contidos nestes grupos;

– Áreas de conhecimento: A 5ª Edição do Guia PMBOK® ganhou uma nova e importante área de conhecimento – Gerenciamento das Partes Interessadas do Projeto. Na 4ª Edição o gerenciamento das partes interessadas estava considerado em 2 processos da área de conhecimento de gerenciamento das comunicações (Identificar as Partes Interessadas e Gerenciar a Expectativa das Partes Interessadas). Com esta nova área de conhecimento, há uma demonstração inequívoca da importância do engajamento das partes interessadas nas principais decisões e nas atividades associadas com o projeto. Agora são documentados 4 processos para o gerenciamento das partes interessadas: Identificar as Partes Interessadas, Planejar o Gerenciamento das Partes Interessadas, Gerenciar o Engajamento das Partes Interessadas e Controlar o Engajamento das Partes Interessadas;

– Gerenciamento das Comunicações: Com a saída dos processos relacionados ao gerenciamento das partes interessadas, esta seção do Guia PMBOK® foi reformulada e o foco está mais no processo de comunicação do que no resultado desejado da mensagem. Esta seção conta agora com os seguintes processos: Planejar o Gerenciamento das Comunicações, Gerenciar as Comunicações e, por fim, Controlar as Comunicações;

– Planejamento do Gerenciamento de Escopo, Tempo e Custos do Projeto: Foram criados processos que explicitam a necessidade e importância do desenvolvimento destes planos de gerenciamento. Os novos processos são: Planejar o Gerenciamento do Escopo, Planejar o Gerenciamento do Tempo e Planejar o Gerenciamento dos Custos;

– Processos descritos no Guia PMBOK®: Com as alterações realizadas em sua estrutura, o guia passa a documentar 47 processos aplicados ao gerenciamento dos projetos. Na versão atual, são documentados 42 processos.

Agora nos resta aguardar pelo lançamento da versão final da 5ª Edição do Guia PMBOK® e conferir com mais detalhes todas estas melhorias e outras eventuais mudanças sugeridas pela comunidade mundial de Gerenciamento de Projetos.

Adilson Pize, PMP, CBPP, CSM, ITIL Foundations

Diretor da Excellence Gestão Empresarial

Diretor de Finanças da Seção Rio Grande do Sul do PMI-RS

Coordenador Geral do Grupo de Usuários de Projetos da SUCESU-RS (GUGP)

—————————-

PMBOK® e PMI® são marcas registradas do Project Management Institute

Fontes de Pesquisa:

– Guia PMBOK® 4ª Edição

– Guia PMBOK® 5ª Edição – Exposure Draft e Anexo das Mudanças da 5ª Edição

Tags: , , , , , ,

to “O que vem por aí no Guia PMBOK® 5ª Edição”

  1. Adilson

    Excelente artigo. Colabora muito com as reais propostas do PMI, e com a preparação do lançamento da 5ª edição do Guia.

    Parabéns!

    4 de junho de 2012 at 12:06 PM
  2. Olá, Parabéns pelo artigo. É possível ter acesso ao draft da versão 5?

    5 de junho de 2012 at 4:38 PM
  3. jose #

    Qual previsão de disponibilizar versão 5

    6 de junho de 2012 at 11:15 AM
  4. Kelly Anselmo #

    Parabéns, Adilson Pize.

    Excelente artigo!!!

    Gostei muito das atualizações que estão por vir no Guia PMBOK 5 Edição, principalmente, em relação a criação da nova área de conhecimento “Gerenciamento das Partes Interessadas do Projeto”.

    Tema crucial para o sucesso ou fracasso dos projetos.

    Abraços.

    12 de junho de 2012 at 8:36 PM

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.