Sobre o post

Quem escreve:

Mario Trentim é consultor em gestão de projetos e professor do ITA, FAAP e FGV. Autor dos livros "Gerenciamento de Projetos"; "Manual do MS-Project 2010 e Melhores Práticas do PMI®"; e, "Managing Stakeholders as Clients". (http://linkedin.com/in/trentim)

Não tenha pressa – 47 Processos do Guia PMBOK 5 Edição

Em posts anteriores, apresentamos as mudanças do Guia PMBOK 5a edição. No final deste post, vamos descrever sucintamente o que acontece em cada processo.

Antes de passarmos aos processos, gostaria de fazer algumas colocações. Recentemente, li uma frase do Michael Porter que dizia algo mais ou menos assim: “Soluções tradicionais não servem para os problemas atuais, os executivos precisam ampliar sua visão.”

Embora eu concorde com a frase, às vezes sinto que muitos de nós, profissionais de projetos ou não, temos uma pressa muito grande. Esses mantras como “pensar fora da caixa” e “utilizar visões estratégicas e sistêmicas” costumam ser mal entendidos. Imagino que seja necessário conhecer as bases e fundamentos para ser capaz de propor soluções novas ou inovadoras. Isto é, a experiência é construída pela prática deliberada (Gladwell, 2007) em cima de conhecimentos teóricos aplicados. As abordagens pragmáticas e a intuição (ou feeling) devem ser criados com o tempo.

Pesquisando no Submarino ou na Amazon, por exemplo, vamos encontrar dezenas, ou centenas, de livros de gerenciamento de projetos. Todos eles prometendo nos tornar melhores GPs por preços entre R$50 e R$150, mais ou menos. Além disso, temos cursos de curta duração e uma infinidade de treinamentos e materiais dos mais diversos. Posso dizer que já li alguns livros, gosto de pesquisar e aprendi bastante com eles. Mas não é possível capturar e explicitar todo o conhecimento necessário aos gerentes de projetos em apenas um livro nem em apenas um curso.

Em gerenciamento de projetos, assim como em outras áreas, os profissionais de sucesso estão em um aprendizado contínuo. O Guia PMBOK, por exemplo, é um guia de melhores práticas que consolida processos, ferramentas e técnicas. Ele foi construído a partir de fundamentos e teorias que precisam ser bem entendidas para o bom uso do guia. Ou seja, demora algum tempo para formar um bom gerente de projetos, é por isso que as empresas pagam bons salários para bons profissionais.

Agora vamos aos processos.

INTEGRAÇÃO
4.1 Desenvolver Termo de Abertura
• Processo de desenvolver o documento que formalmente autoriza o projeto ou fase.
4.2 Desenvolver Plano de Gerenciamento do Projeto
•Processo de documentar as ações necessárias para definir, preparar, integrar e coordenar todos os planos auxiliares.
4.3 Dirigir e Gerenciar a Execução
• Processo de executar o trabalho definido no Plano de Gerenciamento do Projeto.
4.4 Monitorar e Controlar o Trabalho
• Processo de monitorar e controlar o progresso do projeto de acordo com o Plano.
4.5 Realizar Controle Integrado de Mudanças
• Processo de revisar, aprovar e controlar solicitações de mudança, bem como manter atualizados os documentos do projeto.
4.6 Encerrar Projeto ou Fase
• Processo de finalizar todas as atividades e encerrar formalmente o projeto ou fase.
ESCOPO
5.1 Planejar Gerenciamento do Escopo
•Processo de planejar como o escopo será definido, validado e controlado.
5.2 Coletar Requisitos
• Pocesso de definir e documentar os requisitos necessários para atender necessidades e expectativas de interessados.
5.3 Definir Escopo
• Processo de desenvolver uma descrição detalhada do projeto e do produto.
5.4 Criar EAP – Estrutura Analítica do Projeto
• Estrutura Analítica do Projeto é uma subdivisão hierárquica orientada a entregas. Criar a EAP envolve definir as entregas principais e seus componentes, bem como todo o trabalho do projeto.
5.5 Validar Escopo
• Processo de formalizar a aceitação das entregas do projeto.
5.6 Controlar Escopo
• Processo de monitorar e controlar o escopo do projeto.

TEMPO

6.1 Planejar Gerenciamento do Tempo
• Processo planejar como será definido, gerenciado e controlado o cronograma do projeto.
6.2 Definir Atividades
• Processo de identificar atividades específicas que precisam ser realizadas para produzir as entregas do projeto.
6.3 Definir Sequência de Atividades
• Processo de identificar e documentar dependências entre as atividades do cronograma.
6.4 Estimar Recursos das Atividades
• Processo de estimar tipo e das quantidades de recursos necessários para realizar cada atividade do cronograma.
6.5 Estimar Durações das Atividades
• Processo de estimar o número de períodos de trabalho necessários para realização das tarefas.
6.6 Desenvolver Cronograma
• Processo de analisar os recursos necessários, restrições do cronograma, durações e sequências de atividades para criar o cronograma do projeto
6.7 Controlar Cronograma
• Processo de monitorar e controlar o progresso do projeto e a performance de execução do cronograma, tomando medidas corretivas quando necessário.
CUSTO
7.1 Planejar Gerenciamento dos Custos
• Processo planejar como será definido, gerenciado e controlado o orçamento do projeto.
7.2 Estimar Custos
• Processo de estimar os custos dos recursos necessários para a execução das atividades.
7.3 Determinar Orçamento
• Processo de agregar custos estimados de atividades individuais ou pacotes de trabalho para determinar o orçamento do projeto.
7.4 Controlar Custos
• Processo de monitorar e controlar o progresso do projeto e a performance de execução do orçamento, tomando medidas corretivas quando necessário.

QUALIDADE

8.1 Planejar Gerenciamento da Qualidade
• Processo de identificar padrões, normas ou requisitos de qualidade do projeto e produto, e documentar como o projeto demonstrará concordância.
8.2 Realizar Garantia de Qualidade
• Processo de auditar requisitos de qualidade e os resultados das medições de controle de qualidade para assegurar que os padrões apropriados de qualidade estão sendo observados.
8.3 Controlar Qualidade
• Processo de monitorar e controlar os resultados e as atividades do Plano de Gerenciamento da Qualidade.
RECURSOS HUMANOS
9.1 Planejar Gerenciamento de Recursos Humanos do Projeto
• Processo de identificar e documentar funções, responsabilidades e habilidades requeridas para a criação do Plano de Gerenciamento de Recursos Humanos
9.2 Mobilizar Equipe do Projeto
• Processo para confirmar a disponibilidade dos recursos humanos e obter a equipe necessária para terminar o projeto.
9.3 Desenvolver Equipe do Projeto
• Processo de integração e construção da equipe do projeto, bem como melhoria de competências individuais e coletivas da equipe.
9.4 Gerir Equipe do Projeto
• Processo de acompanhar desempenho de membros da equipe, fornecendo feedback e solucionando conflitos.
COMUNICAÇÃO
10.1 Planejar Comunicação
• Processo de determinar as necessidades de informações das partes interessadas no projeto para definir abordagens adequadas de comunicação.
10.2 Distribuir Informação
• Processo de tornar disponíveis as informações necessárias aos interessados.
10.2 Relatar Desempenho
• Processo de coleta e distribuição das informações sobre o desempenho e performance do projeto.
RISCOS
11.1 Planejar Gerenciamento dos Riscos
• Processo de definir como serão identificados, analisados e gerenciados os riscos do projeto, incluindo procedimentos e padrão para gestão de riscos.
11.2 Identificar Riscos
• Processo de determinar quais riscos podem afetar o projeto e documentar suas características.
11.3 Realizar Análise Qualitativa
• Processo de priorização dos riscos por meio da avaliação subjetiva das suas probabilidades de ocorrência e impactos no projeto.
11.4 Realizar Análise Quantitativa
• Processo de análise numérica do efeito dos riscos identificados sobre os objetivos gerais do projeto.
11.5 Planejar Respostas aos Riscos
• Processo de desenvolver estratégias e ações para ampliar oportunidades e reduzir ameaças aos objetivos do projeto.
11.6 Monitorar e Controlar Respostas aos Riscos
• Processo de monitorar os riscos, implementando as ações do plano de resposta quando necessário.
AQUISIÇÕES
12.1 Planejar Gerenciamento das Aquisições
• Processo de documentar as decisões de aquisição do projeto, definir tipos de contratos e identificar potenciais fornecedores.
12.2 Conduzir Aquisições
• Processo de obter propostas de fornecedores, selecionar fornecedor e formalizar contrato.
12.3 Administrar Aquisições
• Processo de gerenciar as relações contratuais, fiscalizar e monitorar o desempenho dos contratos.
12.4 Encerrar Aquisições
• Processo de finalizar formalmente todas as aquisições e contratos do projeto.
STAKEHOLDERS
13.1 Identificar Stakeholders
• Processo de identificar pessoas, grupos ou organizações que poderiam afetar ou serem afetadas pelo projeto.
13.2 Planejar Gerenciamento dos Stakeholders
• Processo de desenvolver estratégias para engajar efetivamente os stakeholders ao longo do projeto.
13.3 Gerenciar Engajamento dos Stakeholders
• Processo de gerenciar expectativas e promover o engajamento dos stakeholders em favor do projeto.
13.4 Controlar Engajamento dos Stakeholders
• Processo de monitorar os relacionamentos com stakeholders do projeto.

Em breve, publicaremos webinars sobre o Guia PMBOK 4a e 5a edições e os slides das apresentações. Não percam!

Tags: , ,

No comments yet.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.