About the Post

Author Information

Mario Trentim é consultor em gestão de projetos e professor do ITA, FAAP e FGV. Autor dos livros "Gerenciamento de Projetos"; "Manual do MS-Project 2010 e Melhores Práticas do PMI®"; e, "Managing Stakeholders as Clients". (http://linkedin.com/in/trentim)

Projeto-Exemplo | Exercício Prático Parte 4

Para os amigos leitores que acompanharam o desenvolvimento deste exercício prático, estamos chegando ao final.

Na Parte 1 , apresentamos o contexto do projeto “1a Semana de Doação de Sangue do Vale do Paraíba” e suas informações gerais. A tarefa da Parte 2 foi iniciar o projeto formalmente, preparando o Termo de Abertura do Projeto e o Registro de Stakeholders. Vale ressaltar a ajuda dos leitores, enviando seus exemplos, comentários e sugestões.

Iniciação costuma ser uma fase negligenciada pelos gerentes de projetos, resultando em graves problemas como observamos no video a seguir. Não caia neste erro!

Compreender e documentar a Justificativa e os Objetivos do projeto ajudam a garantir que estamos atacando o problema certo. Quando pulamos essa etapa e partimos para o planejamento detalhado, podemos acabar resolvendo o problema errado… Além disso, invista energia na Iniciação para alinhar as expectativas dos seus stakeholders.

Uma vez iniciado formalmente o projeto, passamos ao seu planejamento detalhado. Na Parte 3 do exercício, elaboramos o Plano de Gerenciamento do Escopo. A partir do Plano, elaboramos a Declaração de Escopo do Projeto, a Estrutura Analítica do Projeto e seu Dicionário.

 

CRÍTICAS AO ESCOPO – EXISTE UMA ÁREA MAIS IMPORTANTE?

 

Após a elaboração do Escopo do projeto, chegou a hora de criar o Plano de Gerenciamento do Tempo e Cronograma. Quando se trata de cronograma, podemos também pensar em Corrente Crítica, apesar de não termos aplicado essa técnica ao projeto-exemplo.

Utilizamos o MS-Project para a elaboração do cronograma, porém também é possível utilizar outros software de cronograma (Project Builder, Primavera, Open Project etc), bem como o MS-Excel.

 

Tendo as atividades detalhadas no cronograma, podemos estimar com maior precisão os recursos necessários, complementando as informações iniciais do projeto para obter o orçamento detalhado. Para saber mais sobre análise de viabilidade, leia este post e este outro.

 

Mas como criar um orçamento?

 

No próximo post, vamos apresentar o orçamento do nosso projeto-exemplo e seu plano de gerenciamento dos custos. Até lá!

 

Tags: , , , , , , ,

No comments yet.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.