About the Post

Author Information

Plataforma de conteúdo sobre Gestão de Projetos, Programas e Portfólio que realiza eventos, publica uma revista impressa a cada dois meses e realiza a produção de conteúdo on-line por meio deste blog, facebook, twitter e linkedin.

O exame PMP® vai mudar a partir de 12 de janeiro de 2016.

O exame PMP® vai mudar a partir de 12 de janeiro de 2016.

por Prof. André Ricardi

 

Se você está se preparando ou pretende iniciar o preparo para o exame de certificação Project Management Professional (PMP®), fique atento às mudanças, que serão implementadas a partir de 12 de janeiro de 2016.

O Project Management Institute (PMI) realiza periodicamente uma pesquisa em larga escala, junto aos profissionais da área de gerenciamento de projetos: o Role Delineation Study (RDS). Esta pesqcapa_pmbok2015uisa tem por objetivo manter este exame de certificação atualizado de acordo com a realidade do mercado profissional. Então, é identificado e validado tudo aquilo que é relevante e que agrega valor à profissão, e separado em domínios, tarefas, conhecimento e habilidades.

Baseado na pesquisa, o PMI atualiza a referência do exame PMP®, o Exam Content Outline.

 

 

Quais são as principais mudanças a serem implementadas em janeiro/2016?

As principais mudanças estão associadas aos seguintes temas:

  • Maior ênfase em estratégias de negócios e na entrega dos benefícios esperados;
  • Valorização das lições aprendidas do projeto;
  • Responsabilidade associada ao Termo de Abertura do Projeto;
  • Maior ênfase no relacionamento e engajamento das Partes Interessadas.

O PMI informa que aproximadamente 25% do conteúdo do exame será modificado, com base principalmente nestes temas listados anteriormente, e que são a principal referência para as tarefas que estão sendo incluídas (listadas a seguir). Outras questões do exame associadas aos temas propostos serão adaptadas para manter a coerência.

O exame continua baseado nos cinco domínios: Iniciação, Planejamento, Execução, Monitoramento e Controle, e Encerramento, porém foram alteradas e incluídas algumas tarefas (além de alterações pontuais não significativas):

Domínio 1 – Iniciando o projeto

Tarefa 1 (Alterada)
Aumento da importância do uso das lições aprendidas durante a iniciação do projeto.
Tarefa 2 (Nova)
Identificar as principais entregas com base nos requisitos de negócios, a fim de gerenciar as expectativas dos clientes e direcionar a realização dos objetivos do projeto.
Tarefa 5 (Alterada)
Reforça o conceito de que o gerente de projetos não deve ser o principal autor do Termo de Abertura do Projeto, mas sim um participante de sua elaboração.
Tarefa 7 (Nova)
Conduzir a análise de benefícios com as partes interessadas para validar o alinhamento do projeto com a estratégia organizacional e o valor de negócio esperado.
 Tarefa 8 (Nova)
Informar as partes interessadas sobre a aprovação do Termo de Abertura do Projeto para garantir a compreensão comum das principais entregas, marcos, e seus papéis e responsabilidades.

 

Domínio 2 – Planejando o projeto

Tarefa 2 (Alterada)
Aumento da importância e do foco na elaboração do Plano de Gerenciamento do Projeto, além da importância da EAP já associada a este processo.
Tarefa 5 (Alterada)
Troca do termo “utilizados” para “alocados” quando da mobilização dos recursos humanos.
Tarefa 8 (Alterada)
Inclusão da definição dos padrões de qualidade no desenvolvimento do Plano de Gerenciamento da Qualidade.
Tarefa 12 (Alterada)
Aumento da importância das comunicações no engajamento das partes interessadas.
Tarefa 13 (Nova)
Desenvolver o plano de gerenciamento das partes interessadas através da análise de necessidades, interesses e impacto potencial, a fim de gerenciar eficazmente as expectativas das partes interessadas e engajá-las nas decisões do projeto.

 

Domínio 3 – Executando o projeto

Tarefa 1 (Alterada)
Destaque para mobilizar e gerenciar recursos a fim de atender os requisitos do projeto.
Tarefa 6 (Nova)
Gerenciar o fluxo de informações, seguindo o plano de comunicação, a fim de manter as partes interessadas engajadas e informadas.
Tarefa 7 (Nova)
Manter relacionamentos com as partes interessadas, seguindo o plano de gerenciamento das partes interessadas, a fim de receber apoio contínuo e gerenciar as suas expectativas.

 

Domínio 4 – Monitorando e controlando o projeto

Tarefa 2 (Alterada)
Substituiu “atingir os objetivos do projeto” por “garantir que os objetivos do projeto estejam alinhados às necessidades de negócios”, como aspectos de destaque na gerência de mudanças.
Tarefa 3 (Alterada)
Substituiu “satisfação das partes interessadas” por “atender os requisitos do projeto e necessidades de negócios” como objetivo do gerenciamento da qualidade na verificação das entregas.
Tarefa 4 (Alterada)
Destaca a importância da avaliação da eficiência nas respostas aos riscos.
Tarefa 6 (Nova)
Capturar, analisar e gerenciar as lições aprendidas, usando técnicas de gestão de lições aprendidas, a fim de permitir a melhoria contínua.
Tarefa 7 (Nova)
Monitorar atividades de aquisições de acordo com o plano de aquisições, a fim de verificar a conformidade com os objetivos do projeto.

 

Domínio 5 – Encerrando o projeto

Tarefa 3 (Alterada)
Substituiu “evitar qualquer agravamento da responsabilidade” por “garantir a transferência da responsabilidade” na comunicação formal do encerramento do projeto.
 Tarefa 4 (Alterada)
Substituiu “Distribuir o relatório final para todas as partes interessadas” por “Preparar e compartilhar o relatório final do projeto de acordo com o Plano de Gerenciamento das Comunicações”, destacando também o desempenho na avaliação e comunicação final do projeto.
Tarefa 5 (Alterada)
Destaca que as lições aprendidas devem ser documentadas durante todo o projeto, e não somente durante o encerramento.
Tarefa 7 (Alterada)
Destaca o uso do Plano de Gerenciamento das Partes Interessadas como referência para avaliar a satisfação delas em relação ao projeto.

 

Mais uma mudança a destacar é na distribuição percentual das questões entre os domínios. O domínio de Execução passa a representar 31% do exame (antes 30%) e o domínio de Encerramento passa a representar 7% do exame (antes 8%).

Não perca tempo, prepare-se e faça o exame antes de 12 de janeiro. Ainda é possível. Veja mais detalhes a respeito destas alterações em: http://www.easybok.com.br/treinamentos/gerenciamento-de-projetos/preparatorio-para-certificacao-pmp/

Consulte também a página oficial do PMI (em inglês): http://www.pmi.org/certification/exam-changes/pmp.aspx

Um abraço, e sucesso!

Prof. André Ricardi, PMP.

André L. F. Ricardi é certificado PMP e atualmente Diretor do Programa Associados do PMI – Capítulo São Paulo. É coordenador de pós-graduação em cursos de gerenciamento de portfólios, programas e projetos no Senac São Paulo. Autor do método Preparatório PMP EasyPMP e do livro “EasyBOK – Um Guia de Sobrevivência para o Gerente de Projetos”. Organizador da “Coleção Grandes Especialistas Brasileiros em Gerenciamento de Projetos”, e Revisor Técnico da tradução das duas últimas edições do livro “Gerência de Projetos – Guia para o exame oficial do PMI”, best seller da autora Kim Heldman.

 

 

 

No comments yet.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.